sexta-feira, 9 de maio de 2014

Prefeitura divulga convidados para o Forró Pé de Serra do Periperi


O mês de junho se aproxima e com ele uma das celebrações culturais mais tradicionais do nordeste brasileiro, o São João. Pensando nisso, a Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Esporte a Lazer, já deu início à preparação do Forró Pé de Serra do Periperi que, pelo sexto ano consecutivo, vai garantir o arrasta-pé na cidade.

Este ano, em mais uma demonstração de valorização da cultura popular, o evento levará ao palco, entre os dias 18 e 24 de junho, forrozeiros locais e artistas de renome nacional. Já estão confirmados: Adelmário Coelho, Flávio José, Xangai, Waldonys, Targino Gondim, Falamansa e Trio Forrozão.

O evento, um dos maiores do interior da Bahia, a partir de 2014, reserva uma novidade para o público. “O Forró Pé de Serra do Periperi será realizado em um novo espaço, o Centro Cultural Glauber Rocha. Um local mais adequado para atender a comunidade de Vitória da Conquista e região, que prestigia o evento”, contou o secretário de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Nagib Barroso.

Ainda fazem parte da programação, o Festival de Quadrilhas, o Concurso de Ruas Ornamentadas e o 5º Festival de Forró. Toda a programação é gratuita.

(Da Secom PMVC)

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Dicionário do Nordeste "traduz" 10 mil palavras


Lançado no final do ano passado, o Dicionário do Nordeste, escrito pelo jornalista pernambucano Fred Navarro, está em sua terceira edição.

O livro é fruto de 21 anos de pesquisa. “A ideia surgiu quando me mudei do Recife para São Paulo e percebi que os paulistas não me entendiam direito. Falava que minha coluna estava tronxa e eles riam. Notei então que cada lugar tem sua própria língua”, afirmou Navarro. Com isso em mente, o jornalista começou a anotar as palavras tipicamente nordestinas que encontrava e pesquisava as origens delas. Assim, a terceira edição do dicionário chega ao público contendo a tradução de 10 mil registros.

“Descobri que algumas expressões que pensava serem do Nordeste na verdade são de Minas, no Pará... Também tive a oportunidade de apreender palavras usadas por baianos ou aquelas que nasceram no Recife. Um exemplo é 'boyzinha', que significa garota e é tipicamente recifense”, revelou o autor. "Já na Bahia, por exemplo, eles dizem muito 'vamos na praia domingar'. Nunca tinha ouvido isto antes, mas descobri que quer dizer ir passear, se divertir. "

A proposta do Dicionário do Nordeste é servir como uma guia da região, pois também tem comidas e brincadeiras locais. A primeira versão, publicada em 1998, continha 2.500 palavras do vocabulário nordestino. Já a segunda edição, de 2004, chegou ao público com o dobro de verbetes. O livro foi lançado em parceria com os estados de Alagoas, Bahia e Sergipe.