quarta-feira, 24 de julho de 2013

Cordel e cantoria numa ópera do sertão

Arte de Juraci Dórea
30 anos depois de ter sido gravado em disco na sala de visitas da Casa dos Carneiros, o Auto da Catingueira, volta ao mesmo lugar, desta vez no Teatro Domus Operae, para encenação operística. Vitória da Conquista marca a estréia estadual e é a primeira cidade no Brasil a receber o espetáculo após o lançamento nacional em 2011, em Belo Horizonte.

O Auto da Catingueira é uma ópera em cordel completamente diferenciada da ópera clássica européia. Conta história de uma moça muito bonita que vivia a pastorar cabras pelos ermos da caatinga, em tempos mui pretéritos – não se sabe quando. Videntes e cegos cantadores de feira diziam que esta beleza lhe traria um fim precoce e terrivelmente trágico. Quando já “arranchada” com o tropeiro Chico das Chagas que conhecera numa véspera de São João, vão à uma festa onde e quando a tragédia vai se dar cumprindo a agoureira sentença do oráculo das feiras.

Participam dessa montagem os cantadores Miltinho Edilberto, Pereira da Viola, Saulo Laranjeira, Alysson Menezes e a cantora lírica Luciana Monteiro, ao lado dos músicos João Omar, maestro responsável pela direção musical, Marcelo Bernardes e Ocello Mendonça. O espetáculo conta ainda com a participação do próprio Elomar, que também assina a direção geral, o figurino e o partido cênico, executado pelos artistas plásticos Juraci Dórea e Chico Liberato, inspirados pela literatura de cordel e as xilogravuras.

SERVIÇO
AUTO DA CATINGUEIRA
Dia 27 de julho de 2013, às 21 horas
Local: Teatro Domus Operae, Fundação Casa dos Carneiros
Povoado da Gameleira, Distrito do Iguá (a 20 km de Vitória da Conquista); acesso via rodovia BA-269 (saída para Anagé).
Ingressos: R$ 70*
Vendas: Loja Littium (Av. Olívia Flores – ao lado do Supermercado Rondelli) e nas Livrarias Nobel (Shopping Conquista Sul e Av. Otávio Santos)
*Meia-entrada para estudantes e pessoas acima de 60 anos

Mais informações
http://casadoscarneiros.org.br/autodacatingueira

Nenhum comentário: