quarta-feira, 19 de junho de 2013

O mal e o sofrimento por Leandro Gomes de Barros

Se eu conversasse com Deus
Iria lhe perguntar:
Por que é que sofremos tanto
Quando viemos pra cá?
Que dívida é essa
Que a gente tem que morrer pra pagar?
Perguntaria também
Como é que ele é feito
Que não dorme, que não come
E assim vive satisfeito.
Por que foi que ele não fez
A gente do mesmo jeito?
Por que existem uns felizes
E outros que sofrem tanto?
Nascemos do mesmo jeito,
Moramos no mesmo canto.
Quem foi temperar o choro
E acabou salgando o pranto?

23 comentários:

Anônimo disse...

Ariano Suassuna (Em entrevista a GNT em agosto de 2013), considera que Leandro de Barros foi quem melhor definiu a questão do sofrimento, melhor inclusive que Albert Camus, filósofo francês.
Procurem a entrevista no Youtube.

José da Paz - Zito

Luciana Lima disse...

Assisti, hoje dia 08 fev 2015 no Canal Brasil no programa Sangue Latino- 2014 extasiada Ariano Suassuna declamando este poema, sem ler, apenas recorrendo a sua assombrosa memória aos 87 anos. Maravilhada.

Carol Campos disse...

De todo o mal da televisão, o acesso é todo o bem. Conheci o poema pelo doc Caetana, sob a declamação de Suassuna. Encantador!

Alexandre Dias disse...

vendo hoje, dia 18/02/2016 Ariano Suassuna declamar este poema no YouTube, Canal Brasil, e o declara a formulação do problema da humanidade. Eterno Ariano!

Neidinha Damasceno disse...

Um escrito com gosto de interrogações.
O grande Ariano Suassuna o definiu muito bem.

Neidinha Damasceno disse...

Um escrito com gosto de interrogações.
O grande Ariano Suassuna o definiu muito bem.

Anônimo disse...

Perfeito! Mente lúcida a do inigualável Ariano Suassuna.

Shirley Albano disse...

REALMENTE, ARIANO SUASSUNA ME FEZ BUSCAR MAIS SOBRE ESSE POEMA...

Marcelo Barbosa disse...

Impressionante, como uma pessoa no início do século passado,no interior do nordeste brasileiro, conseguiu colocar tão profundamente a questão do sofrimento humano.

Marcelo Barbosa disse...

Impressionante, como uma pessoa no início do século passado,no interior do nordeste brasileiro, conseguiu colocar tão profundamente a questão do sofrimento humano.

Anônimo disse...

Li nos comentários que diversas pessoas viram o documentário de Suassuna, e comigo também não foi diferente(assisti em 12/04/2017), também cheguei ao poema através da declamação na reportagem, em um post no facebook, e no final do poema ao responder a pergunta de que se ele acreditava em Deus, ele simplesmente disse: Eu sem Deus era um desesperado.
O que se encaixou perfeitamente com o poema, apesar de o eu lírico não apresentar o hábito de conversar com Deus, ele fez as perguntas que a maioria dos seres O fazem e Suassuna definiu minha resposta em relação ao Deus. Enfim, ter encontrado este poema foi divino.

Cruz Silva disse...

Conheci o poema através de Suassuna.
Show de bola!
27/05/2017

Anônimo disse...

Uma mente genial e magnífica de poeta por nome Ariano suassuna. Uma resposta de um vulto da linguagem brasileira.

Graziela Gomes disse...

A coisa mais linda que eu já li. Vim tb pelo Ariano Suassuna. Obrigada por compartilhar.

Unknown disse...

Lindo! Tbem conheci o poema ao assistir o vídeo da entrevista com Ariano Suassuna.

Anônimo disse...

Muito lindo. Vi agora com o grande Ariano, corri pra vê o poema... simplesmente perfeito.

João victor disse...

https://youtu.be/dh04Id1JJ5k

Unknown disse...

Hoje tive a oportunidade de ver ou melhor, conhecer este poema através de Ariano Suassuna. Fiquei fã. Perfeito.
12/08/2017

Leandro Paizano

Sebastião Jorge disse...

Conheci hoje pelo Suassuna via Facebook. Facebook também é cultura.

Anônimo disse...

Realmente seria desesperador viver sem acreditar que existe um Deus que rege tudo que existe, sem crer que toda essa dor e sofrimento um dia vai se acabar.
Suassuna um poeta que não vive de ilusão.

Samuel De Souza disse...

Aos sete anos de idade conheci os cordéis de Leandro Gomes De Barros, pois minha mãe lia todas as noites uma história em poesia escrita por ele. Sim eu sei sou um privilegiado, e olhem só, tornei-me poeta e escritor.

Anônimo disse...

Se tivesse ouvido,
aprendesse quem Quem Deus é,
se Trilhasse o Caminho, que é possível pela fé,
buscaria saber de Deus, "porque tanta misericórdia?"
ao invés de o mal sofrido.

Porque antes, no principio,
Deus criou o universo e tudo que ele tem,
Bem ordenado, dividiu as aguas e o firmamento,
fez a terra aparecer, e nesta, a relva, fez também.
tudo viu que era bom,como bem está escrito.

Ao criar o ser humano, o fez com inteligência,
soprou nele então a vida, deu ao homem uma ordem,
lhe pediu obediência.

Deus ordenou ao homem,
uma ordem Ele deu,
a serpente nada criou,
submissa ao homem era, como a mulher,
mas a ela obedeceu.

Desde então se viram nus, sua nudez era aparente,
mas o que era aparente, apontava algo pior,
cobriram-se com figueiras, mas não ficou melhor,
pois estavam descobertos era espiritualmente.

O ser humano, Deus criou, a sua imagem e semelhança,
Plantou um Jardim no Eden, e a tudo abençoou.
Quando Aquele que os criou apareceu,
A Adão chamou " Onde esta voce?
Mas o homem, descoberto, se escondeu.

Assim está escrito "Todos pecaram, destituídos estão da gloria de Deus"
Mas então raiou a esperança,
a alegria fez a tristeza sorrir,
Pois de Belém da Judeia, de Nazaré na Galileia,
O Caminho veio a se abrir.

Todo Aquele que nele deposita sua esperança,
Não se decepciona, pois É a a vida e a Luz
Da a fé pela graça e nos faz como uma criança.
A nossa divida de escravo, Ele pagou numa Cruz.

Sabem o seu Nome?
Ja ouviu falar quem é?
O Resplendor da Gloria de Deus,
É Jesus de Nazaré.

Emilson Tavares disse...

O Espiritismo codificado por Alan Kardec tem as respostas raciocinadas para as questões que Leandro Gomes De Barros formula.