quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Cangaço: Epopeia de Guaribas

No município de Porteiras, sul do Ceará aconteceu uma das maiores tragédias do movimento do cangaço. Circulou informação que o afamado Cangaceiro Lampião estava de coito na sede da fazenda Guaribas de propriedade de Francisco Pereira Lucena, vulgo Chico Chicote. Se destacaram no combate ao movimento cangaceiro as chamas Forças Volantes, compostas de policiais e também civis encorporados. Certo momento uma Volante composta de 150 soldados da Paraíba, Pernambuco e Ceará, diante da informação que circulava resolveu atacar a sede da fazenda de Chico Chicote, foram 32 horas de combate. Dentro da residência se encontravam 4 homens e 2 mulheres da família do Chico, as mulheres colaboraram colocando panos molhados para esfriar os canos dos rifles e os homens da família sustentaram o fogo. Resultado: 37 pessoas mortas, 27 policiais e 10 civis. De dentro da residência foram 2 mortos com mais 8 civis da fazenda Guaribas. Nas fotos reveladoras se destaca o coqueiro resistente todo furado de bala.    












 Nesta foto a presença dos historiadores e curiosos. 

 Tuíca do Cordel.

Nenhum comentário: