quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Cantor Azulão é encontrado no Recife


O cantor Azulão estava desaparecido desde o último domingo (14) e foi encontrado na manhã desta quarta-feira (17), no bairro de Afogados, no Recife. Segundo o filho dele, Alexandre Bezerra de Lima, o Azulinho, o cantor de 70 anos – e 50 de carreira – andava dormindo pela rua e não tinha se alimentado. Azulão, como é conhecido Francisco Bezerra de Lima, estava desaparecido desde quando foi visto saindo de casa no domingo, no bairro São Francisco, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco.

Depois de encontrado, o cantor tomou café da manhã com a família e foi levado de volta para casa, em Caruaru. A família também informou que pretendia levá-lo em um hospital para fazer exames de saúde.

Parentes procuravam por Azulão na capital pernambucana desde a noite de terça-feira, quando receberam a ligação de um amigo avisando que o avistou na rua. Um boletim de ocorrência foi registrado na terça-feira. A informação da família é que ele usa remédio controlado e costuma ingerir bebida alcóolica.

O artista - O cantor ganhou esse apelido devido ao hábito de se apresentar vestido de azul. Nascido em Brejo de Taquara, distrito de Caruaru, desde a década de 60 vem emplacando sucessos do forró como "Dona Tereza", “Tô Invocado”, “Nega Buliçosa” e “Mané Gostoso”. Outra marca registrada do homem de estatura miúda é o vozeirão. As composições dele já foram gravadas por artistas como Marinês, Genival Lacerda e Jacinto Silva, entre outros.

Confira entrevista de Roger de Renor, da TV Pernambuco, com Azulão no vídeo abaixo.

Um comentário:

Cássio Ruã disse...

Força meu velho, agora não é hora de desistir!