sábado, 8 de outubro de 2011

Hoje é o Dia do Nordestino, em SP!


Fixado por lei municipal em 2009, ano do centenário de nascimento de Patativa do Assaré, o Dia dos Nordestinos é comemorado, na capital paulista, neste sábado, 08/10, em homenagem ao nascimento do poeta Catullo da Paixão Cearense, autor da música Luar do Sertão.

Mesmo com a grande contribuição do Nordeste e nordestinos ao país, a discriminação ainda continua no Brasil. Basta uma breve procura na internet para verificarmos um ódio gratuito contra o nordestino.

Para celebrar a data, conheça um pouco do Palavreado Nordestino:

Se for pequeno é pixôtotinho
Se estiver no fim é cotôco
Se for muito bom é massa
Se for muito ruim é peba
Se for rir dos outros vai mangar
Se for bobo é um leso
Se for medroso é um frôxo
Se estiver torto, tá tronxo
Se for sair, dirá: vou chegando
Se for cabra sem dinheiro tá liso
Se for um pernilongo é muriçoca
Se for chicote é tabica
Se for entrar rápido, vai emburacar
Se estiver espantado, vai dizer: ôxe ou vôte!!
Se estiver folgado, tá afolozado
Se a calça estiver curta, tá coronha
Se estiver com muita sorte é cagado
Se for medíocre é fulêro
Se estiver preocupado tá aperriado
Se estiver com marcas de machucado, tá com roncha
Se for palhaço vai fazer munganga
Se estiver desarrumado tá malafrojado
Se for fazer maluquice, vai fazer presepada
Se for paquerar irá se inxirir,
Se o lugar for longe será no fim do mundo
Se for correr atrás de alguém dará uma carrêra
Se for um mau caráter é um cabra de peia
Se for fofocar irá resenhar
Se ocorreu um estouro, se deu um pipôco
Se vai dar confusão vai dar rôlo
Se for loira será galega.
Eita nordestino arretado de bom, seu menino!

Parabéns pelo seu dia, Nordestino!

Abaixo a homenagem do blog Acorda Cordel


Em sentido horário: Padre Cícero, Maria Bonita e Lampião, Xerém, Câmara Cascudo, Virgulino Ferreira, Leonardo Mota e Luiz Dantas Quezado, Dina Vaqueira, Babá, Mestre Azulão e Arievaldo Viana, Geraldo Amâncio, Luiz Gonzaga e Leandro Gomes de Barros. Ao centro, Patativa do Assaré (caricatura de Arievaldo) e Juvenal Galeno.

Nenhum comentário: