terça-feira, 21 de agosto de 2012

As batalhas de Lampião: Serra Grande


Como colocado anteriormente, no texto As Batalhas de Lampião: Serrote Preto, foram três as grandes batalhas de Virgulino Ferreira. Dessa vez, o maior bandoleiro das Américas enfrenta cerca de 320 soldados justamente na região da sua cidade natal, Serra Talhada (PE). Foi a batalha ocorrida em Serra Grande - considerada a mais violenta enfrentada pelo grupo do cangaceiro.

Segundo o livro "De Virgulino a Lampião", escrito pela neta do cangaceiro Vera Ferreira e o historiador Antonio Amaury, neste combate se enfrentaram cerca de 80 cangaceiros contra 320 soldados armados até os dentes.

As forças oficiais eram comandadas pelo Major Teophane Ferraz Torres, pelo Capitão Higino Belarmmino de Morais, Sargentos Arlindo Rocha, Manoel Neto e Euclides Flor - estes últimos já eram inimigos de Lampião desde a Vila de Nazaré

Nesse episódio, o bando de cangaceiros efrentou pela primeira vez uma volante com armas automáticas: duas metralhadoras hotkiss.

O efrentamento começou na manhã do dia 26 de novembro de 1926 e se estendeu até o fim da tarde, quando as forças pernambucanas se retiraram com cerca de 40 homens mortos ou feridos. No bando de Lampião, ninguém foi morto.

Nesse mesmo ano de 1926, Virgulino recebeu o título de "Capitão" do Exército patriótico que combateu a coluna Prestes, chamado no Nordeste de "revoltosos". Já falamos sobre isso no texto Por que Lampião era chamado de Capitão? - confira!

2 comentários:

NETO disse...

Impressionante a inteligência e capacidade de Lampião de guerrear, nesses aspctos temos que tirá o chapeu para ele, pois superou as inteligências de seis comandantes de forças oficiais militares, com 320 soldados armados até os dentes.

Neto - Natal/RN

Tuíca do Cordel disse...

convem lembrar que essa foto não é de cangaceiros, mas das volantes