terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Ô de casa, ô de fora...

- Maria vai vê quem é.
- São os cantadô de reis, quem mandô foi São José


Durante as noites do Natal da Cidade, evento realizado em Vitória da Conquista há 16 anos, os grupos de Ternos de Reis (ou Folia de Reis) são responsáveis por abrir a programação em todos os dias. Na última edição do evento, realizado pela Prefeitura Municipal de 15 a 25 de dezembro de 2012, participaram 18 Ternos, oriundos de diferentes localidades, inclusive da zona rural do município.

O objetivo é resgatar e preservar a tradição popular que encontrava-se ameaçada em 1997, quando o espaço foi aberto aos grupos e foram incentivados a se apresentarem em praça pública, levando a manifestação adiante e passando para novas gerações.


O mestre Vivaldo Barbosa, responsável pelo grupo Três Reis Magos, formado por moradores do povoado de Rancho Alegre, explicou que seu terno está na ativa há vinte anos e que continua firme principalmente por conta da opção da Prefeitura por garantir a preservação de tais manifestações culturais. “Para nós é muito importante, o Natal da Cidade está ajudando muito os ternos de reis, pois muita gente está conhecendo o reisado através dessa iniciativa”, disse.

“O reisado antes do Natal da Cidade praticamente não existia, ninguém conhecia. Agora não, ele não fica mais escondido e aparece para muita gente”, declarou a mestre do Terno de Reis do Divino Espírito Santo, Maria do Rosário, do povoado do Baixão.

No último dia, 25, aconteceu o encontro de todos os Ternos que se apresentaram no Natal da Cidade, uma demonstração de fé e devoção através da cultura popular, que celebra o nascimento de Jesus Cristo e o verdadeiro espírito do Natal.


MEMORIAL - Além das apresentações no palco principal, são montadas exposições na praça Tancredo Neves em homenagem à tradição. A Casa Régis Pacheco vira o Memorial do Reisado e, em frente, surge a Vila do Reisado, com adereços e muitas cores, lembrando os lugares, os sons, a religiosidade e a vida dos participantes dos ternos.

ORIGEM - Em pesquisa literária, feita por Pergo, levantou-se que a tradição da “Folia de Reis” chegou ao Brasil por intermédio dos portugueses, ainda no período da colonização. Essa manifestação cultural era realizada em toda a Península Ibérica e era comum a ocorrência de doação e recebimento de presentes enquanto eram entoados cantos e danças nas residências da época. Baseado nessa argumentação, a Folia de Reis teria vindo ao Brasil no século XVI, cerca do ano de 1534, trazido pelos Jesuítas, e servindo como um instrumento na catequização dos índios e, posteriormente, dos negros escravos.


Dia de Reis - Segundo a tradição cristã, o dia de reis seria aquele em que Jesus Cristo recém-nascido recebera a visita de "alguns magos do Oriente" que, segundo o hagiológio, foram três Reis Magos, e que ocorrera no dia 6 de janeiro. A noite do dia 5 de janeiro e madrugada do dia 6 é conhecida como "Noite de Reis".

(Fotos e informações: SECOM/PMVC)

Nenhum comentário: