sábado, 31 de dezembro de 2011

Um 2012 arretado



Quem acaba são as pessoas,
Assim vovó já dizia.
Fim do mundo é história antiga,
Para o Ano Novo: uma poesia.
Com muito verso, causo e cantigas,
Vamos festejar com alegria
O ano de muita fartura.
Por Deus do céu e Ave Maria,
Que tudo chegue em dobro
No ano que se anuncia.
Forró, cachaça e mulher,
Nas festa. E nas romaria:
Que venha a chuva, tenho fé,
Pelo pão de cada dia.
Que os político corrupto
se acabem na mesquinharia.
Que as mães tenham leite,
Para alimentar a cria.
Que os pais tenham força,
Para a lida no dia-a-dia.
Que 2012 seja arretado,
Para você, seus pais e sua tia.
Só não esqueça de agradecer,
Ao fim de cada dia.
Faça tudo nos conforme,
Como seu pai já fazia.
Aqui se faz, aqui se paga,
Assim vovó já dizia.

(Ailton Fernandes, em nome da equipe Luz de Fifó)

Nenhum comentário: