sexta-feira, 16 de março de 2012

Um canto da gente


A cidade de Vitória da Conquista, localizada no centro-sul do estado da Bahia (na beirada com as Minas Gerais), tem um cantinho especialmente voltado para as nossas raízes indígenas e nordestinas. Bem pertinho ao Monumento em homenagem ao índio, pode-se encontrar o melhor do artesanato brasileiro. São obras da família Vitalino, como de Vitalino Neto e Severino Vitalino - filho do famoso mestre de Caruaru (PE), xilogravuras de J. Borges, cordéis de diversos autores, como Leandro Gomes de Barros e Rouxinol do Rinaré, e muito mais.

A Oca do Artesão reúne uma diversidade peças feitas de barro, madeira, couro, palha, sementes, papel machê, tecidos, renda filé e renascença. Na Oca ainda se encontra a cachaça de Lagedão, acessórios como bolsas e colares, como também brinquedos educativos, máscaras e dobraduras da técnica japonesa.

Artesãos da cidade, como Paulo Messias, Daiane Ferraz e Nivaldo, também encontraram espaço na loja, que é, sobretudo, um incentivo e tanto para quem dedica-se a esse tipo de arte. "Um trabalho de resistência", como declara Luciana, que ao lado de Lúcia, toca para frente esse projeto que valoriza e cede espaço para a tão bela e rica cultura popular.

Dê uma passadinha por lá, ao menos para conhecer. Fica na Rua 2 de Julho, 320, Loja E - Centro (Telefone: 77 3422-6806).







Nenhum comentário: