quarta-feira, 1 de junho de 2011

100 Cordéis históricos segundo a ABLC

Contemplado por seleção pública no Programa Petrobras Cultural 2005/2006, o livro "100 Cordéis Históricos Segundo a Academia Brasileira de Literatura de Cordel - ABLC", consiste na pesquisa e publicação de 100 títulos raros de cordel, na íntegra, e visa a difusão nacional dessa forma de expressão que compõe o patrimônio imaterial brasileiro.

Dos 13 mil títulos que compõem o acervo da academia, cerca de 400 títulos representam a história remota desta literatura, da qual há poucos exemplares disponíveis, mesmo nos acervos especializados. Abordando principalmente o período do fim do século XIX à segunda metade do século XX, o projeto resultará na edição de 100 cordéis selecionados deste acervo, com caixa protetora e 568 páginas no total.

A disponibilização deste raro e significativo acervo, reunindo em uma única publicação 41 autores representativos do período, com qualidade de impressão que garanta sua longevidade, se faz iniciativa inédita.
Lançado em 9 de setembro de 2008, o livro será distribuído para as principais bibliotecas do país e instituições ligadas à literatura de cordel. A ABLC comercializará o restante dos exemplares a preço popular.

O projeto é uma realização da Ofício Produções, em parceria com a ABLC, responsável pela curadoria do projeto, que teve seus membros, o presidente Gonçalo Ferreira da Silva como curador e o acadêmico J. Victtor como coordenador executivo, trazendo a credibilidade de anos de história desta instituição como centro de publicação, memória e difusão da literatura de cordel.

O livro contou também com a inestimável colaboração de pessoas ligadas à cultura e à própria literatura de cordel, como os cordelistas Arievaldo Viana e Marcus Haurélio, que colaboraram com importantes dados sobre os cordelistas; Vidal Santos, da ABC - Academia Brasileira de Cordel - cedendo os direitos autorais de diversos cordéis; Maria Rosário F. Pinto, do CNFCP - Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular, na distribuição dos livros; Antonio Nóbrega, Carlos Sandroni e Francisco Nobre, nos prefácios e Gustavo Luz, da Editora Queima-Bucha.

100 Cordéis Históricos Segundo a ABLC
Editora: Queima-Bucha
Formato: 21 X 28
Páginas: 568
Capa: Papel Triplex 350g 2 cores
Miolo: Papel Off-Set 90g P/B
Preço: R$ 50,00 (caixa com dois volumes)
Para envio por Correios será acrescentado o valor correspondente para cada cidade.
A coleção está à venda pelo e-mail 100cordeis@ablc.com.br.

Um comentário:

Marco Antonio disse...

brigadu por ter enviado a sugestão do blog. confesso q não sou afeito à liguagem do cordel. tenho certas resistências mesmo às linguagens populares. tenho certo entrave construído até com o sertão. é algo da infância q ainda não aprendi a desconstruir totalmente. aprendi q todo este universo é árido, quente demais, pobre, esquecido, minguado. só crescendo eu pude ver as cores, a luminosidade, a essência, o olhar emocionado, a força e a vida do sertão e suas linguagens. tenho readquirido esse processo com a convivência e com a arte das pessoas q trabalham releituras mais felizes. ainda chegarei ao cordel, prometo. rs. mas, por enqto, meus escritos são mais do fluxo de consciência, das crônicas urbanas do cotidiano, do hiper-realismo, do pop. então tb deixo a dica pra trocarmos figurinhas: http://tomesuapilula.blogspot.com/